segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

UM CORNO (RUFIÃO) CHAMADO ABRÃO, RENOMEADO PARA ABRAÃO - TESTADO, ABENÇOADO, E PROTEGIDO POR JAVÉ

O velho Abraão e Sara, sua linda jovem esposa


Relata-nos a Bíblia, que o patriarca Abrão, nascido na cidade de Ur, filho de Terá, teria deixado a cidade de nascimento para residir na terra de Canaã, tendo fixado domicílio em Harã.



Decorridos algum tempo, eis que Deus ordena a Abrão um velho já com 75 anos de idade, que saia de Harã, que ele (Deus) lhe mostraria uma terra onde ele poderia ficar e criar sua prole. Nos conta a bíblia que realmente Deus o levou para a terra de Canaã, onde habitavam os cananeus.



Gen 12:7      E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.”



Acresce que a terra supostamente presenteada por Deus a Abrão e sua descendência era mais pobre que o sertão da Paraíba na região do Curimataú, com longas estiagens tornando a terra improdutiva, o que fez com que Abrão descesse para o Egito com sua irmã Sarai, filha do seu pai, com quem vivia maritalmente em um relacionamento incestuoso.



Foi aí que Abrão bolou um plano sórdido – Dizendo a sua irmã e esposa que correria o risco de ser morto no Egito pela formosura de Sarai. Assim, para não correr o risco de morte, combinou com Sarai que ela seria apresentada apenas como irmã e não esposa, o que de pronto foi aceito pela esposa submissa.



Realmente Sarai era de uma beleza esplendorosa, causando burburinho e rumorejo de muitas vozes por onde passava, de tal forma que chegou aos ouvidos do Faraó, que perdido pelos seus encantos foi Sarai tomada para os aposentos do palácio real. (Gen. 12:14,16) para saciar o desejo e o impulso sexual do Faraó.



O corno Abrão, por sua vez, foi regiamente recompensado. Ganhou ovelhas, vacas, jumentos servos e servas, jumentas e camelos. (Gen 12:16) E em troca deu sua mulher Sarai.



Neste sentido, a Bíblia não pode ser considerada um livro de moral, um exemplo de vida a ser tomado. Quem de nós daria sua mulher amada de mão beijada a um governador para passar a noite com ela em troca de um emprego público?



Mas também é dito na Bíblia que Deus interferiu em benefício de Abrão. – “Feriu, porém o Senhor a Faraó e a sua casa, com grandes pragas, por causa de Sarai, mulher de Abrão”. (Gen 12:17) Que ilação podemos tirar deste versículo? Sarai estaria com doença sexualmente transmissível?



Seja qual for o resultado deste plano repugnante que denota o emprego de meios degradantes e baixos para alcançar um fim ignóbil, vil e torpe, o certo é que Abrão teve sua querida irmã e esposa de volta para o seu aconchego, sem prejuízo da devolução dos bens recebidos a título de recompensa.



Em seguida a Bíblia no Livro Gênesis, Cap. 12  descreve a fúria do Faraó:

18                   Então chamou Faraó a Abrão, e disse: Que é isto que me fizeste? Por que não me disseste que ela era tua mulher?

19                   Por que disseste: É minha irmã? Por isso a tomei por minha mulher; agora, pois, eis aqui tua mulher; toma-a e vai-te.

20                   E Faraó deu ordens aos seus homens a respeito dele; e acompanharam-no, a ele, e a sua mulher, e a tudo o que tinha.


Isso é o que a Bíblia nos diz. As palavras ditas por um homem transtornado que nunca vira tamanha porcaria, deve ter sido palavras de baixo calão. Coisa do tipo – Vá embora daqui chifrudo safado, Egito não é terra de corno.




LENOCÍNIO




O Capítulo 13 de Gênesis descreve a fortuna que o corno Abrão conseguiu no Egito usando a sua mulher Sarai como prostituta real.




1                     SUBIU, pois, Abrão do Egito para o lado do sul, ele e sua mulher, e tudo o que tinha, e com ele Ló.

2                     E era Abrão muito rico em gado, em prata e em ouro.



5                     E também Ló, que ia com Abrão, tinha rebanhos, gado e tendas.

6                     E não tinha capacidade a terra para poderem habitar juntos; porque os seus bens eram muitos; de maneira que não podiam habitar juntos.







Nos relata a Bíblia que o mesmo fato se repetiu. Abrão, agora renomeado por Deus de Abraão, mostrou-se um péssimo administrador, perdeu todos os seus bens adquiridos com a prostituição de sua esposa e irmã no Egito o levando a ruína. Então fugindo novamente de uma estiagem, causada pela destruição de Sodoma e Gomorra, foi habitar entre Cades e Sur e peregrinou em Gerar, onde residia o Rei Abimeleque.



A história do Egito então se repetiu. Abraão entra na cidade de Gerar dizendo que Sarai (Sara renomeada por Deus) era sua irmã e a enviou ao Rei Abimeleque. (Gen. 20:12). É contado também que Deus interfere em favor de Sara e, em sonho, ameaça o Rei Abimeleque de morte, caso mantenha relações sexuais com Sara, mulher de Abraão.



Descoberta a safadeza do corno Abraão, Abimeleque chamou todos os seus servos e contou sobre o acontecido, e todos os que ouviram temeram a Abraão. Aqui eu, particularmente, acho e é só achologia, que a palavra “temeram” tem a mesma conotação que “enojaram-se”, pois quem faz uso de sua esposa induzindo-a a prostituir-se para obter recursos para o seus sustento não passa de um rufião, cafetão ou gigolô nojento.




Gênesis: 20




9                     Então chamou Abimeleque a Abraão e disse-lhe: Que nos fizeste? E em que pequei contra ti, para trazeres sobre o meu reino tamanho pecado? Tu me fizeste aquilo que não deverias ter feito.

10                   Disse mais Abimeleque a Abraão: Que tens visto, para fazer tal coisa?

11                   E disse Abraão: Porque eu dizia comigo: Certamente não há temor de Deus neste lugar, e eles me matarão por causa da minha mulher.

12                   E, na verdade, é ela também minha irmã, filha de meu pai, mas não filha da minha mãe; e veio a ser minha mulher;




A DESCULPA DE ABRAÃO PARA JUSTIFICAR A ENTREGA DE SARA, SUA MULHER,  PARA SACIAR A LASCÍVIA DOS REIS PODEROSOS.




13                   E aconteceu que, fazendo-me Deus sair errante da casa de meu pai, eu lhe disse: Seja esta a graça que me farás em todo o lugar aonde chegarmos, dize de mim: É meu irmão.


Então tomou Abimeleque ovelhas e vacas, e servos e servas, e os deu a Abraão; e restituiu-lhe Sara, sua mulher. E mais uma vez Abraão, o patriarca dos judeus, tirou o pé da lama usando a sua mulher para subtrair de forma repugnante riquezas de outrem.

Impressionante é que Isaque, filho querido de Abraão, a quem Deus usou para testar a obediência do patriarca, igualmente abençoado e protegido por Deus, em um outro determinado período de seca, foi instruído por Deus a não peregrinar no Egito, como fizera seu pai, porquanto deveria seguir diretamente para Gerar. 






Ao chegar em Gerar com sua linda mulher Rebeca, Isaque repetiu os mesmos argumentos do velho Abraão - Apresentou sua mulher como irmã - mas Abimeleque, rei dos filisteus logo descobriu a mentira e ouviu de Isaque os mesmos argumentos ditos por seu pai anos atrás, de que mentira para salvar sua vida. (Gênesis 26:9) Não há registro de que Rebeca tenha servido de objeto de troca. Mais fora muito útil a Isaque para adquirir prestígios, benefícios e prosperidade nas terras do rei Abimeleque.



Isso aqui na Paraíba tem nome, chama-se rufianismo, ou seja, forma de lenocínio que consiste em viver, parasitamente, à custa de prostitutas.


Antes de pôr um ponto final nesta história de corno, cabe uma pausa para avaliar a "Justiça de Deus". Que culpa tiveram o faraó* (sem nome) e Abimeleque, rei de Gerar, para serem castigados pelo Deus de Abraão? Não foi o próprio Abraão, nos dois casos citados, o mentor intelectual do crime de lenocínio?

* Os escritores da bíblia não sabia o nome dos faraós na época em que a lenda foi escrita.
CORNO - Diz-se do indivíduo que sabe ser traído pela mulher com quem é casado e permanece com ela aceitando com naturalidade o comportamento adúltero da esposa.

Saber mais
UM CORNO CHAMADO OSÉIAS
O amor homossexual entre Davi e Jonatã

10 comentários:

  1. Os autores da Bíblia não tinham conhecimento dos nomes dos faraós do Egito, portanto é comum lermos versículos onde se denota que o nome faraó é citado como nome próprio e não como título.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk Abrão corno e tarado,eu não havia raciocinado desta maneira, mas se os estudiosos da biblia afirmam isso,assino em baixo..kkk

      Excluir
    2. É que em matéria de cristianismo nós somos levados a raciocinar do jeito que o Pastor/Padre queira incutir em nossas cabeças o que quer que nós assimilamos. Por isso mesmo a leitura da bíblia sem um clérigo por perto é proibida pela Igreja.

      Para os fatos vergonhosos registrados na bíblia, eles têm dezenas de argumentos capazes de modificar o pensamento do leitor incauto.

      Por exemplo, apenas 144 mil serão salvos, todos judeus, todos homens virgens. (Apocalipse 14:3 e 4). Há dezenas de justificativas, cada uma mais imbecil que a outra.

      Excluir
    3. Ola Homero, me responda em que capítulo fala que Sarah é irmã de Abrão. Não o critico, estou adorando seus textos, mas ficou essa lacuna. obg

      Excluir
    4. Seja Benvinda Marry d'Ry

      GÊNESIS 20:10-12
      E perguntou Abimeleque a Abraão: "O que te levou a fazer isso? "
      Abraão respondeu: "Eu disse a mim mesmo: Certamente ninguém teme a Deus neste lugar, e irão matar-me por causa da minha mulher.
      Além disso, na verdade ela é minha irmã por parte de pai, mas não por parte de mãe; e veio a ser minha mulher.

      Excluir
  2. ja falei isso pra alguns indiotas so faltaram me matar com um revolver disseram que a biblia e um livro sagrado e la nao tem essas coisas nao mais comcordo com vc e ta la tambem na biblia

    ResponderExcluir
  3. dentro da biblia tem tudo e pq existem pessoas sem o conhecimento que o defendem e tb nao o ler ai fica dificil mais respeito essas pessoas jente e assim mesmo mais tb conheco um profeta abraao aqui meu visinho que tb e corno e gigolo mais tudo existe kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Abraão era um corno tarado, engravidou Hagar, escrava de Sara, que deu a luz a Ismael,fez um filho em Sara (Isaque) quando tinha 100 anos e com a morte de Sara amasiou-se com uma prostituta de nome Quetura quando tinha 140 anos e ainda lhe fez seis filhos: Zinrã, Jocsã, Medã, Midiã, Isbaque e Suá.

    ResponderExcluir
  5. Pois é. Abraão era corno manso. Isaque, filho dele, também foi corno. Seguiu o mesmo esquema do pai. Está escrito no Gênesis, capitulo 26. Agora o blogueiro pergunta: quem trocaria sua mulher por um emprego público? Rapaz, eu te respondo: não dá essa ideia, não. Do jeito que tem corno e picareta no Brasil, é possível que essa moda pegue.

    ResponderExcluir
  6. Como Sara e seu marido haviam combinado, ela diz aos egípcios que deseja se casar com um homem abastado que obtenha o consentimento de seu “irmão”. Para conceder a mão de Sara, Abrão exigiu uma imensa fortuna, para que ninguém pudesse pagar. O que ele não previu é que o Faraó a desejasse, pagasse a quantia exigida e a levasse ao seu castelo. Assim mesmo, nosso patriarca não temeu por sua esposa, pois sabia que a Presença Divina estava com ela. Sempre que o Faraó se aproximava de Sara, ele enfermava. Todos os moradores do castelo foram atingidos por terríveis infecções de pele e o próprio Faraó ficou impotente. Ele não podia tocar em Sara, pois Deus a protegia para garantir que ela cumprisse a missão que apenas uma mulher justa, de sua posição, poderia. O Faraó não tardou em perceber o que ocorrera. Temendo o Deus de Sara, deixou que ela partisse com seu marido levando as riquezas adquiridas no Egito, além de sua filha Agar como escrava. Fato muito semelhante a este volta a acontecer mais tarde com Abraão e Sara em Gerar (pouco antes do nascimento de Isaque), cujo rei Abimeleque também a deseja, mas, a exemplo do rei do Egito, assustado, acaba por deixá-los partir com muitas riquezas.

    ResponderExcluir