domingo, 31 de janeiro de 2016

JESUS CURA UM MUDO ENDEMONIADO


UM RECADO PARA JESUS




É dito em Mateus, capítulo 9, versículos 32 e 33, (1) que levaram a presença de Jesus um homem mudo e endemoniado. Então bastou Jesus expulsar o demônio e o homem falou deixando maravilhada a multidão que presenciou o milagre.

Há nesta passagem bíblica três milagres. O primeiro foi "soltar" a língua do mudo, o segundo foi abrir os ouvidos do surdo e o terceiro - o surdo aprendeu aramaico em apenas um segundo.

Para aqueles que acham que a bíblia é a palavra de Deus, este fato por si só, desmorona declaração tão desprezível. Pois sendo Deus um ser que sabe de tudo, fica provado que neste caso, que o fato milagroso registrado por quem escreveu o livro atribuído a Mateus pensava como os Sumérios: As doenças eram causadas por demônios. (2)

Segundo ainda Mateus, ou a quem se possa atribuir o livro que leva sua chancela, que o autor não sabia que os surdos não falam por que não escutam. E mesmo que por milagre a audição fosse ativada, não havia tempo para o mudo aprender num piscar de olhos o idioma falado pela multidão, suposta testemunha do milagre.

Eu não teria nenhuma dificuldade de explicar a improcedência desse suposto milagre se estivesse do outro lado do mundo, mas sou brasileiro onde a quase totalidade dos meus compatriotas acreditam que Jesus ainda faz maravilhas. Eu moro em um país onde as igreja ensinam que Deus fez o mundo em seis dias e descansou no sétimo, mas que nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio os participantes esquecem o que foi ensinado nas igrejas e usam o raciocínio lógico e correto para obter boas notas.

Mas que mistério é esse que levam os jovens que participaram do Enem a esquecerem das questões puramente científicas dessa prova e discursarem nas igrejas e fora delas a possibilidade de o Sol ter parado no cerco de Jericó (3) ou que ouro e prata enferrujam? (4)  Ou ainda que o grão de mostarda é o menor grão do mundo? (5)





(1) Mateus 9


E, havendo-se eles retirado, trouxeram-lhe um homem mudo e endemoninhado.
E, expulso o demônio, falou o mudo; e a multidão se maravilhou, dizendo: Nunca tal se viu em Israel.
Mateus 9:32,33



(2) Medicina Suméria

A ciência dos sumérios contribuiu em grande parte para as civilizações do ocidente e oriente.

 Uma tabuinha encontrada em Nippur pode ser considerada o primeiro manual de medicina do mundo! Nessa tabuinha, onde havia fórmulas químicas e fórmulas mágicas (encantamentos), com termos tão especializados que para serem traduzidas foi preciso a  ajuda de cientistas  químicos.

Na farmácia, usava-se substâncias vegetais, animais e minerais. Laxantes, purgantes e diuréticos formavam a maioria dos remédios daquele povo. Determinadas cirurgias também eram postas em prática.

Os Sumérios explicavam a doença como uma consequência do aprisionamento de um demônio dentro do corpo humanos que se tentava escapar. O objetivo do remédio era convencer o demônio que se continuasse naquele corpo seria uma experiência desagradável.

Os sumérios colocavam um carneiro ou cabra próximo ao doente, esperando atrair o demônio para dentro do corpo do animal, que depois era  morto. Às vezes usavam uma estátua, e se conseguissem transferir para ela o demônio cobriam-na depois de betume. Nas receitas da  Mesopotâmia usavam números mágicos.

Os Sumérios identificavam vários “demônios” causadores de doenças para exorcismos e faziam registros escritos do tratamento específico das várias doenças identificadas como: gastrite; prisão de ventre; distúrbios biliares, apoplexia; otite; blenorragia; afecções renais e da bexiga.


(3) JOSUÉ 10:12,13 - Então Josué falou ao Senhor, no dia em que o Senhor deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom.


E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro.


(4) TIAGO 5:3 - O vosso OURO e a vossa PRATA se ENFERRUJARAM; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias.



(5) MARCOS 4:31 - É como um grão de mostarda, que, quando se semeia na terra, é a menor de todas as sementes que há na terra;


 Recomenda a leitura dos livros e sites quando indicados como fontes. Os posts contidos neste blogger são apenas apontamentos de estudo.