sexta-feira, 19 de abril de 2013

DIA DO ÍNDIO

.




FATO - Os Imperadores Romanos criaram um Deus chamado Jesus, elegeram seus livros canônicos, enxertaram crenças de outros deuses, queimaram livros, destruíram bibliotecas e imagens de outras religiões e com suas pedras construíram igreja, criaram regras, instituíram como religião estatal, impuseram a sua crença através de decretos, destruíram todos os outros templos pagãos, a princípio mataram todos aqueles que não professassem a fé católica, estenderam a religião além das fronteiras do império Romano, sempre matando aqueles que não se batizassem na Igreja Católica. O Cristianismo se divide – o grande cisma do oriente - brigam entre si, divide-se novamente com Lutero, se matam, e se amaldiçoam uns aos outros. Atravessou o oceano Atlântico, mataram índios e impuseram a sua fé.



PIADA DE ÍNDIO
  

 Aceite Jesus e serás salvo.

 Um membro de uma determinada seita cristã, estava convencendo um índio a aceitar Jesus e alcançar a salvação.
Depois de muito nhenhenhém o índio pergunta ao evangelizador.
- Quer dizer que se eu não soubesse da existência de Jesus eu iria pro inferno?
- Não, não se você não soubesse, respondeu o crente.
- E o índio – Então porque você me disse?



Outra de Índio:

FATO - Católicos mataram Luteranos, Luteranos mataram Anabatistas, Católicos e Calvinistas, Calvinistas mataram Católicos, Luteranos e Puritanos, estes quase foram dizimados na Inglaterra pelos cristãos seguidores da Igreja Anglicana, fundada pelo rei Henrique VIII e correram para os Estados Unidos, onde de perseguidos passaram a perseguidores e mataram mais de 3 milhões de índios incluindo crianças.


       Veja o raciocínio do Índio Americano, que também foi discriminado pelos brancos colonizadores.



Eles vieram com uma Bíblia e sua religião – roubaram nossa terra, esmagaram nosso espírito... e agora nos dizem que devemos ser agradecidos ao ‘Senhor’ por sermos salvos.” Chefe Pontiac, indígena americano.



Cajamarca, Peru.





“O governador Francisco Pizarro enviou então frei Vicente de Valverde para falar com Ataualpa e pedir que, em nome de Deus e do rei de Espanha, ele se submetesse a lei de nosso Senhor Jesus Cristo e ao serviço de Sua Majestade.

Avançando com a cruz em uma das mãos e a Bíblia na outra, por entre as tropas indígenas, até o local onde estava Ataualpa, o frei então falou: ‘Sou um sacerdote de Deus e ensino aos cristãos as coisas de Deus e, da mesma forma, venho para ensinar a vocês. O que ensino é o que Deus nos diz neste livro. Portanto, da parte de Deus e dos cristãos, eu lhe imploro que seja seu amigo, porque este é o desejo de Deus, e para o seu bem.’


“Ataualpa pediu o livro, que queria ver, e o frei o entregou fechado. Ataualpa não sabia como abri-lo e o frei estava estendendo a mão para fazê-lo quando Ataualpa, com muita raiva, deu-lhe um golpe no braço, sem querer que fosse aberto. Então ele mesmo abriu o livro e, sem qualquer demonstração de surpresa com as letras ou o papel, atirou-o a uma distância de uns cinco ou seis passos, com o rosto extremamente vermelho.


“O frei devolveu-o a Pizarro, gritando: ‘Saiam! Saiam, cristãos! Invistam contra esses cães inimigos que rejeitam as coisas de Deus. O tirano jogou no chão meu livro com a sagrada lei! Vocês não viram o que aconteceu? Por que continuar polidos e servis diante desse cachorro superorgulhoso enquanto as planícies estão cheias de índios? Marchem contra ele, porque eu os absolvo.


“O governador então fez sinal para Candia, que começou a atirar. Ao mesmo tempo, as cornetas soaram e as tropas espanholas, tanto a cavalaria quanto a infantaria, deixaram seus esconderijos, avançando diretamente sobre a massa de índios desarmados que lotava a praça, dando o grito de guerra espanhol: ‘Santiago!’ Nós havíamos colocado matracas nos cavalos para aterrorizar os índios. Os estampidos das armas, o som das cornetas e as matracas nos cavalos deixaram os índios em verdadeiro pânico.


Os cristãos espanhóis caíram em cima deles, cortando-os em pedaços. Os índios ficaram com tanto medo que subiram uns nos outros, amontoados e sufocados. Como estavam desarmados, foram atacados sem risco para qualquer cristão. A cavalaria passou por cima deles, matando, ferindo e perseguindo-os. A infantaria fez um ataque tão certeiro contra aqueles que ainda estavam em pé que em pouco tempo a maioria foi submetida à espada.

Viemos para conquistar esta terra sob suas ordens, para que todos tomem conhecimento de Deus e de sua sagrada fé católica. Devido à nossa missão, Deus, o criador do céu e da terra e de todas as coisas nele existentes, nos autoriza a fazer isso para que vocês possam conhecê-Lo e deixar essa vida bestial e diabólica que levam. Disse o governador cristão Francisco Pizarro.


7 mil índios mortos em apenas 2 horas.

Fonte: Livro Armas, Germes e Aço, p. 69-73
http://forum.hardmob.com.br/archive/index.php/t-262630.html



4 comentários:

  1. Engraçado, né? Você faz várias afirmações "históricas", diz que é "fato", mas não cita nenhuma fonte histórica, nem trás nenhum argumento.

    Você tem todo o direito de não ser cristão, mas penso que você deveria reconhecer que, não obstante alguns graves erros, o cristianismo trouxe grandes benefícios para a civilização oriental. Isso seria mais coerente de sua parte.

    Agora, você já pensou em todas as desgraças que o ateísmo (não sei se você é ateu) em sua forma comunista trouxe para humanidade? Acho que foram muitíssimo mais do que o cristianismo. Algumas estimativas chegam a 100 milhões de mortes. Não estou dizendo que você seja comunista ou ateu, estou dizendo que há filosofias bem mais perigosas do que o cristianismo. Mas isso os "livres pensadores" não falam, né?

    Poderiam dizer bem mais do que disse, mas acho que já basta. Acho que vou frequentar mais o seu blog, ler suas postagens e tecer alguns comentários. Só não vou segui-lo, pois já seria hipocrisia, né? Mas acho que venho aqui mais vezes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *Eu quis dizer civilização "ocidental" em vez de "oriental" na postagem acima

      Excluir
    2. Fabiano, seja bem vindo ao blogger, fique a vontade para comentar as postagens. Nenhum comentário seu será apagado. Aqui, nesta página, você tem todo o direito de expressão admitido em lei ou pela política do Blogger.

      Bom, certamente você não leu o cabeçalho, acontece. Normalmente nós vamos direto ao assunto pesquisado sem dar importância ao preâmbulo que nada mais é do que um direcionamento dado ao leitor. No prelúdio está escrito:

      MUITÍSSIMO IMPORTANTE - Não encare nada aqui como mentira ou verdade, risque o verbo "acreditar" do seu vocabulário. Substitua ele por "comprovar" e por "experimentar". Não acredite, a priori, em nada aqui escrito. Apenas use como uma orientação para que você possa comprovar, por si só, se é verdade ou não.

      Tenha um ótimo final de semana.


      Excluir
  2. A bíblia foi um livro elaborado por Deus através dos homens, nada, nem um til está escrito por acaso, é um enigma para ser decifrado e ter mais uma prova de Deus. Quando Cristo fala denunciando os escribas e fariseus ele está condenando estes cristãos assassinos do texto, e ainda os atuais pastores evangélicos que ensinam a bíblia errado para ficarem ricos. O evangelho da bíblia no pacto em Cristo não manda construir templos, mas investir em repartir com os pobres.
    Ouvir falar de Cristo através do ensino correto da bíblia traz paz para a alma do que conhece e melhora o mundo por ser menos um assassino e ganancioso no mundo. Antes de Cristo e quando a bíblia não era completa com o novo testamento ou pacto, as pessoas que morriam sem conhecer as escrituras não eram todas salvas, mas estão esperando o juízo final para serem julgadas por Deus e suas próprias consciências de seus atos praticados na terra se repartiram com os pobres ou foram iguais os políticos de hoje. Em outras palavras quem foi pobre sofredor será salvo, mas que viveu de carrasco e egoísta será condenado. Os índios que não foram maus assassinos serão salvos, mas os que se meteram com espíritos maus e fizeram covardia não herdarão o céu.

    ResponderExcluir